Pular para o conteúdo principal

ZGB Start: Por tempo limitado: Microsoft reduz preço do Xbox One no Brasil / Jogamos: Battlefield 1 faz um belo retorno às guerras antigas / PS Plus de Setembro: Journey embala lista de jogos para PS3, PS4 e PS Vita / Resumão: O que esperar da BGS 2016, maior feira de games da América Latina

Por tempo limitado: Microsoft reduz preço do Xbox One no Brasil

Por tempo limitado: Microsoft reduz preço do Xbox One no Brasil
A Brasil Game Show 2016 está quase aí, com muitas atrações e demonstrações bacanas para os jogadores conferirem, mas ainda há novidades no forno para o público do evento. A Microsoft confirmou hoje (31) que todos os Xbox nacionais terão uma redução de preço de R$ 200 do dia 1º de setembro até o dia 12 de outubro.
A ação é para comemorar a maior feira de jogos do país e uma data icônica para presentes: o Dia das Crianças. Ao que tudo indica, tanto os modelos da velha geração quanto os da nova ganharão o desconto temporário, mas a Microsoft dará mais detalhes amanhã no blog oficial. Portanto, se você está afim de pegar um Xbox 360 (essa informação será confirmada amanhã) ou evoluir para os consoles modernos com um Xbox One, agora pode ser o momento ideal.
Por tempo limitado: Microsoft reduz preço do Xbox One no BrasilXbox One e Xbox 360 receberão reajustes de preços temporários no mês de setembro e outubro
O desconto é bem-vindo após o aumento do preço oficial, que ocorreu no final do ano passado. O preço do Xbox One de 500 GB sem Kinect passa a ser, temporariamente, R$ 2.299 (anteriormente era R$ 2.499). Os outros modelos, como o Xbox One de 1 TB ou o Elite, provavelmente terão o mesmo desconto, assim como a versão slim da antiga geração.
O preço oficial da Microsoft é, muitas vezes, acima do valor praticado em varejo (que pode ser encontrado na faixa de R$ 1,6 mil). Contudo, existe a possibilidade de que a promoção da empresa de Phil Spencer também afete o preço das lojas convencionais. Se você está querendo trocar de geração, este período é um ótimo momento, visto que ReCoreForza Horizon 3 e Gears of War 4 serão lançamentos neste intervalo de tempo.
FONTE(S)
IMAGEN(S)

Jogamos: Battlefield 1 faz um belo retorno às guerras antigas

Jogamos: Battlefield 1 faz um belo retorno às guerras antigas
Lembro-me como se fosse ontem do dia em que Battlefield 1 foi anunciado. Minutos antes desse acontecimento, eu ainda tinha a impressão de que iríamos ver mais um jogo nos moldes de Battlefield 4 (o que não seria nem um pouco ruim, que fique bem claro). Porém, qual não foi a minha surpresa ao ver que a série faria um retorno triunfal aos confrontos antigos, com direito a cavalos, lança-chamas, trincheiras e tudo mais?
Claro, era apenas uma questão de tempo até eu poder conferir com os meus próprios olhos se o pacote oferecido no novo game realmente era bom, e a oportunidade veio nesta semana com o início do Open Beta, que já está disponível para PC, PlayStation 4 e Xbox One.

Máquina do tempo

Se você já está acostumado com os períodos de teste de Battlefield, já deve imaginar que apenas a porção multiplayer está disponível (o que é uma pena, pois seria interessante ver o que a DICE está preparando para a campanha do game). Entretanto, isso não chega a ser um problema – muito pelo contrário.

Com o foco apenas no multiplayer, sobra mais tempo para experimentar aquilo que foi reservado para esse período. Enquanto durar o Open Beta, há a possibilidade de encarar dois modos que estarão presentes na versão final: Conquista (para até 64 jogadores) e Investida (com limite de 24 pessoas). Enquanto o primeiro é o clássico confronto pela captura de sete pontos que estão espalhados pelo cenário, o outro coloca os soldados para defender ou destruir telégrafos, que são úteis para que as forças de defesa possam solicitar suporte.
Todos os confrontos serão abrigados na mesma arena, o Deserto do Sinai. A área em questão oferece oportunidades para todos os tipos de jogadores, daqueles que curtem tiroteios em espaços mais fechados aos que gostam da liberdade dos campos abertos, onde é possível utilizar vários recursos para atingir o inimigo.
Além de carros e aviões, também é possível recorrer a um trem blindado e até mesmo a cavalos para tocar o terror
Uma das diferenças de Battlefield 1 em relação aos outros é a possibilidade de usar veículos, algo que marca presença aqui. Além de carros e aviões, também é possível recorrer a um trem blindado e até mesmo a cavalos para tocar o terror – e, desde já, posso dizer que o primeiro é o mais interessante, tendo em vista as armas que ele carrega. Se usado de forma correta, a possibilidade de fazer o jogo virar enquanto ele está sob o seu comando é enorme (para que isso aconteça, é preciso conquistar um ponto específico do mapa e mantê-lo sob o seu comando por um tempo).
Jogamos: Battlefield 1 faz um belo retorno às guerras antigasAté aqui, levar Battlefield 1 para a Primeira Guerra Mundial foi uma boa escolha

Melhorando outros aspectos

O Open Beta de Battlefield 1 também oferece a oportunidade de controlar classes tradicionais que vão aparecer na versão final do jogo: Assalto, Médico, Suporte e Patrulha. Cada uma conta com equipamentos e acessórios diferentes, cabendo a você escolher aquela que melhor se encaixa no seu estilo de jogo.
Além dessas (que podem ser personalizadas como em qualquer outro título da série), também há a possibilidade de recorrer a outras duas que aparecem pela primeira vez neste game: Piloto ou Operador de Tanque. Você vai acessar essas duas assim que estiver no controle de um avião ou um tanque, e isso oferece novas possibilidades para os combates.
Outro detalhe importante (e que certamente muitos já perceberam) é que não temos a classe Engenheiro no jogo. Esse papel será feito pelo Médico, mas você terá que escolher entre reparar veículos ou curar aliados – o que talvez possa fazer alguns torcerem o nariz, mas não é nada que vá mudar a dinâmica do jogo drasticamente.
Jogamos: Battlefield 1 faz um belo retorno às guerras antigasSeja na terra ou no ar, a garantia de uma boa batalha sempre é algo certo
Por falar em dinâmica, esqueça os equipamentos modernos para as armas (adeus, laser para ajudar a guiar a direção dos tiros) ou mesmo a rapidez do personagem para recarregar os equipamentos. Qual não foi minha surpresa, por exemplo, ao ver que a arma do médico é recarregada bala por bala caso não tenha gasto todas elas ou em grupos de cinco caso dispare todas?
Aliás, engana-se quem pensa que isso é algo positivo, tendo em vista que certamente era difícil manusear as armas naquele tempo – ou seja, isso confere um pouco mais de realismo aos confrontos, juntamente com os efeitos climáticos que aparecem de tempos em tempos (como tempestades de areia) para dificultar um pouco mais as coisas.
Seja você um fã da série ou alguém que estava ansioso por um game de qualidade que trouxesse combates antigos, não há dúvidas de que vai se divertir bastante por aqui

Um bom pacote

Também é válido dizer que o jogo não conta com o antigo sistema de abrir a lista dos servidores em um navegador e depois uma nova janela separada para o game, pois a produtora decidiu agregar tudo isso no mesmo lugar. Além disso, você pode escolher se quer definir a sala na qual vai jogar ou deixar que o título se encarregue de colocá-lo em uma partida disponível pelo sistema de matchmaking.
No fim das contas, confesso que fiquei bem satisfeito com a experiência que tive em Battlefield 1. Seja você um fã da série ou alguém que estava ansioso por um game de qualidade que trouxesse combates antigos, não há dúvidas de que vai se divertir bastante por aqui.

PS Plus de setembro: Journey embala lista de jogos para PS3, PS4 e PS Vita

No último dia do mês, a Sony acabou com o mistério e divulgou a lista de jogos que serão distribuídos aos assinantes da PlayStation Plus a partir da próxima semana de setembro.
Desta vez, fãs de PS3 ficarão bem satisfeitos, ao menos em quantidade: considerando cross-buys, são quatro jogos neste mês, com três jogos para o PS4. O cultuado Journey é a grande novidade, servindo para ambas as plataormas. O bem recebido Lords of the Fallen e um capítulo da franquia Prince of Persia também aparecem. Outro destaque é Badland, que já fez sucesso para Android e iOS e agora chegará "de graça" para donos das três plataformas da Sony.
Confira a lista:
  • Lords of the Fallen (PS4)
  • Journey (PS4 e PS3)
  • Prince of Persia: The Forgotten Sands (PS3)
  • Datura (PS3)
  • Badland (PS4, PS3 e PS Vita)
  • Amnesia: Memories (PS Vita)
  • Vale lembrar que essa é a primeira seleção de títulos revelada após o anúncio de que o preço dos planos mensais e anuais vai aumentar em diversas regiões. Havia uma certa pressão da comunidade para que a desenvolvedora apresentasse uma lista de maior relevância nos títulos. E aí, você ficou satisfeito?

    Resumão: o que esperar da BGS 2016, maior feira de games da América Latina

  • Num piscar de olhos, mais um ano se passou. Tudo que é bom dura pouco, e assim é aBrasil Game Show, o maior evento de games da América Latina: intensa, rápida e cheia de novidades para o público brasileiro. A feira alcança, este ano, sua nona edição, e o TecMundo Games estará, mais uma vez, presente em peso para a cobertura completa desse “fervo” tão amado por todos. Nós já fizemos uma postagem compilando as publicações sobre a BGS 2016 até aqui.
    A organização reservou belas atrações para 2016. Além do line-up de jogos, teremos concursos de cosplayers, presença de youtubers, Arena Arcade com “velharias” das boas, área de jogos indies, campeonatos e inúmeras outras atrações. Lojas com ofertas especiais também vão dar as caras novamente, como Saraiva, Americanas e afins.
  • As gigantes da indústria prometem mostrar os jogos mais aguardados de seus portfólios. Sony, Microsoft, Ubisoft, Warner, EA, Capcom, entre outras, já estão confirmadíssimas na feira, e os visitantes terão a oportunidade de conferir, bem de pertinho, as promessas que estão por vir. Como essa é, em suma, a melhor parte do evento, bora começar com um resumo dos jogos mais quentes que estarão na BGS 2016?
    A BGS 2016 será maior que a edição do ano passado - inclusive será em outro lugar

    Sony: os jogos mais quentes do estande

    A marca PlayStation terá mais de 100 estações com títulos inéditos na feira. Além dos jogos exclusivos da família PlayStation, inclusive alguns já lançados, games third-party estarão disponíveis. Confira:
    • Horizon Zero Dawn (jogável)
    • Gran Turismo Sport (jogável)
    • Final Fantasy XV (jogável)
    • Gravity Rush (jogável)
    Horizon: Zero Dawn será uma das grandes atrações da Sony
    • Call of Duty: Infinity Warfare (disponível somente no dia 2, sexta, às 15h)
    • PES 2017 (jogável)
    • Dragon Ball Xenoverse 2 (jogável)
    • No Man’s Sky (jogável)
    • Uncharted 4: A Thief’s End (jogável)
    • Ratchet & Clank (jogável)
    • Bound (jogável)
    • The Last Guardian (apresentação)
    • Detroit: Become Human (apresentação)
    Detroit: Become Human é a nova proposta da Quantic Dream

    Microsoft: os jogos mais quentes do estande

    A marca Xbox, comandada por Phil Spencer, também traz títulos de ponta para a BGS 2016:
    • Gears of War 4 (jogável)
    • Forza Horizon 3 (jogável)
    • Recore (jogável)
    ReCore tem o toque de talentos que trabalharam em Metroid Prime
    • Minecraft: Story Mode (jogável)
    • Killer Instinct (jogável)
    • Títulos third-party (assim como no estande da Sony) a serem confirmados

    Ubisoft: variedade no line-up

    A Ubisoft tem um planejamento traçado para atender a todos os gostos dos jogadores com um line-up variado, que inclui shooter em terceira pessoa, RPG, dança, combate cadenciado e até esqui em mundo aberto. Os títulos da gigante na BGS 2016 são os seguintes:
    • For Honor (jogável)
    • Just Dance 2017 (jogável)
    • Steep (jogável)
    • Rainbow 6 Siege (jogável)
    For Honor: uma das maiores promessas da Ubisoft para o começo de 2017
    • Ghost Recon: Wildlands (apresentação)
    • Watch Dogs 2 (apresentação)
    • South Park: A Fenda que Abunda Força (apresentação)

    Warner: Batman em realidade virtual!

    A sensação de estar na pele do morcegão em realidade poderá ser experimentada com Batman Arkham VR, anunciado durante a conferência da Sony pré-E3 2016. Além dele, os visitantes poderão testar novidades de LEGO Worlds.
    Estar na pele do Cavaleiro das Trevas nunca foi tão realista

    Capcom: Resident Evil 7!

    Os visitantes da nona edição da Brasil Game Show poderão conferir Resident Evil 7 em um espaço dedicado no estande da Warner Bros. Interactive Entertainment. O jogo só chega em janeiro de 2017!
    Além disso, novidades sobre o modo história de Street Fighter 5 poderão ser conferidas pelos fãs.
    Resident Evil 7 estará com uma build fresquinha na BGS 2016

    EA: FIFA 2017

    Os futebolistas de plantão certamente não vão perder a oportunidade de tirar uma pelada no novo FIFA. Por enquanto, essa é única confirmação 100% da EA. Os badalados Battlefield 1 e Titanfall 2 ainda não estão confirmados.
    FIFA 17 trará uma série de melhorias em física e mais

    CD Projekt Red: Gwent na vida real!

    Os fãs de The Witcher 3 (ou seja, todos nós) terão a chance de testar o Gwent, jogo de cartas da série, e se inscrever para a versão Beta, além de assistir a partidas entre jornalistas de games e participar de sorteios de jogos. Em mais de 30 estações de um estande que passa dos 300 metros quadrados, o público poderá sentir o card game totalmente traduzido para o português brasileiro e dar o feedback sobre localização, arte, animação, experiência de jogo etc. Esse é mais um reflexo de que a desenvolvedora polonesa acredita em nosso país e segue investindo por aqui.
    Gwent, finalmente, será um card game autônomo!

    Indies, força do mercado brasileiro e realidade virtual/aumentada

    Nesta edição da BGS, o espaço dedicado a estúdios independentes cresce 300% e traz games nacionais com realidade aumentada, realidade virtual e até hardware brasileiro. Desde a 7ª edição da BGS, em 2014, a feira tem sido forte aliada dos desenvolvedores independentes de jogos, abrindo espaço para que apresentem suas produções a um público superior a 300 mil pessoas.
    Em 2014, sete indies tiveram a oportunidade de figurar ao lado dos maiores publishers mundiais. Em 2015, a área cresceu e já contou com a participação de 36. Para este ano, o Pavilhão Indie será 300% maior e contará com 108 estandes.
    Uma iniciativa da Brasil Game Show em parceria com a Globo vai promover ainda mais o mercado nacional de desenvolvimento de games: um evento que acontecerá em uma casa de vidro montada na BGS e desafiará dez equipes, com três estudantes cada, a criarem um jogo em 48 horas seguidas (das 16h do dia 01/09 às 16h do dia 3/9) e com um tema surpresa que será revelado apenas na feira.
    Área Indie da BGS: destaques e força do nosso mercado

    Cenário do eSports: campeonatos inéditos, programa de sócio torcedor da paiN Gaming e mais

    Com competições inéditas e premiação total de R$ 90 mil, a Brasil Game Cup chega à sua terceira e maior edição na BGS 2016. O campeonato de esportes eletrônicos terá grandes finais no evento, com torneios de Dota 2, Clash Royale (o primeiro torneio oficial do game mobile no Brasil), Counter-Strike: Global Offensive e mais.
    Além disso, a paiN Gaming anunciará um lançamento grande por lá na quinta-feira, dia 1: um programa Sócio Torcedor dos eSports, iniciativa inédita por aqui (e no mundo, de acordo com a organização). Estaremos lá para conferir preços e outros detalhes de perto.
    O cenário de eSports terá grandes novidades na BGS 2016

    Produtores internacionais de games

    Produtores internacionais de games como Final Fantasy, For Honor e Steep estarão presentes na feira para conversar com jornalistas e fãs e distribuírem autógrafos.

    Cosplays, lojas com preços especiais e mais

    Nova atração no evento, a Cosplay Zone Kinoplex conta com infraestrutura voltada especialmente para atender às necessidades do público. O espaço será todo personalizado pelo Kinoplex com imagens de clássicos do cinema, como Avatar e E.T. Os concursos de cosplay acontecerão em palco com iluminação especial e DJ, que animará os desfiles com trilhas sonoras especiais. As melhores caracterizações ganharão o Passaporte Kinoplex, que dá direito a um ano de cinema grátis.
    Os cosplays das edições anteriores mandaram muito 

    Estreia da rede Cinemark no evento

    A rede de cinemas patrocinará a Brasil Game Cup e premiará os vencedores da competição com mais de 200 ingressos e uma sessão em sala fechada para 250 convidados. Além da grande premiação que a Cinemark distribuirá na BGC, a rede levará para o evento sua tradicional pipoca e seu popcorn truck, onde, além de baldes de pipoca, estarão à venda refrigerantes, água, chocolates M&M´s e balas Fini.
    “Queremos nos conectar cada vez mais com o mundo dos eSports e acreditamos que estar na BGS é uma grande oportunidade para falar diretamente com esse público. Percebemos que a relação entre games e cinema está mais estreita a cada ano e queremos proporcionar aos fãs dos jogos uma experiência única com a marca fora das salas de cinema” ressalta Bettina Boklis, diretora de Marketing da Cinemark.
    Cinemark: primeira vez numa BGS

    Ainda não comprou ingressos? Então corra!

    Os interessados em conferir as novidades da Brasil Game Show 2016 devem garantir seus ingressos em www.brasilgameshow.com.br. Restam menos de 5% de ingressos disponíveis para sábado, 03/09. Todos os ingressos podem ser parcelados em até 6x sem juros, com parcela mínima de R$ 30.
    O evento ocorre dos dias 1 a 5 de setembro no São Paulo Expo, maior e mais moderno centro de exposições do Brasil, localizado na capital paulista. Conte para nós suas expectativas para a BGS 2016 na seção destinada aos comentários, logo adiante.
    FONTE(S)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ZGB Start: Dia de Tomb Raider e com nova gameplay !

Análise de Cave Coaster

ZGB Start: Cadê o anúncio? Imagem inédita praticamente confirma novidade de Red Dead