Pular para o conteúdo principal

ZGB Start: Gran Turismo Sports é melhor que Gran Turismo 6? A resposta está aqui / Acredite: novo Kratos foi influenciado por programa cancelado de Star Wars / Novo Spider-Man não tem relação com filmes e vai mostrar herói mais maduro / Prepare-se para um esquema agressivo de DLCs em Injustice 2

Gran Turismo Sports é melhor que Gran Turismo 6? A resposta está aqui

Gran Turismo Sports é melhor que Gran Turismo 6? A resposta está aqui
Se, a essa altura, a pergunta utilizada no título desta notícia está passando pela sua cabeça, surgiram recentemente na rede dois GIFs mostrando um pouco dos visuais de Gran Turismo Sport em comparação com o que tivemos a oportunidade de ver em Gran Turismo 6.
As imagens abaixo comparam duas pistas presentes em ambos os games. Não é preciso fazer uma avaliação muito detalhada para perceber que o novo jogo contará com muitos elementos adicionais em sua composição, tanto no que diz respeito aos cenários quanto detalhes que deixam os carros bem mais bonitos.
Gran Turismo 6 vs Gran Turismo Sport Comparison Gif 1
Gran Turismo 6 vs Gran Turismo Sport
Gran Turismo Sports será lançado exclusivamente para PlayStation 4 e trará três modos de jogo: Campaign, Sports Mode e Arcade Mode. A Polyphony, produtora do game, afirma que esta não é uma versão Prologue e que o título também trará opções para partidas tanto contra o computador quanto com pessoas espalhadas ao redor do globo.
Gran Turismo Sports está agendado para chegar às lojas em 15 de novembro.

Acreditenovo Kratos foi influenciado por programa cancelado de Star Wars

Acredite: novo Kratos foi influenciado por programa cancelado de Star Wars
Quem assistiu à apresentação de God of War 4certamente ficou surpreso ao ver Kratoscom um visual diferente e, ao mesmo tempo, deixando aflorar o seu lado paterno. Falando ao site VentureBeat, Cory Barlog, diretor do game, revelou que a ideia para conduzir o personagem por esse caminho veio de um programa de Star Wars para TV que acabou cancelado.
No bate-papo, Barlog disse que o time de desenvolvimento queria dar ao personagem uma segunda chance de mudar o seu modo de agir, e uma das melhores formas de fazer isso seria explorando seu lado paterno. Apesar de um pouco de resistência de alguns, a equipe encontrou uma forma de fazer isso após pesquisar temas parecidos em outras mídias – especialmente a televisão.
O time de desenvolvimento queria dar ao personagem uma segunda chance de mudar o seu modo de agir, e uma das melhores formas de fazer isso seria explorando seu lado paterno

E como isso aconteceu?

O diretor mencionou que, enquanto trabalhava na Lucasfilm, teve a oportunidade de entrar em contato com roteiros de um programa baseado na saga criada por George Lucas que nunca foi ao ar, e nesse período aprendeu que aqueles que gastam muito tempo ao lado de um personagem, seja de um programa ou game, podem fazê-lo ir de alguém que você odeia a uma figura amada. Esse foi o estilo utilizado para o Kratos do novo game: transformá-lo em alguém com quem as pessoas vão se importar mais.
Acredite: novo Kratos foi influenciado por programa cancelado de Star WarsSerá que o garoto acima vai conseguir fazer Kratos ficar com o coração mais mole?
“Eu me preocupava com o Imperador. Eles fizeram do Imperador uma figura compreensiva que foi traída por sua esposa sem coração. Ela era esse tipo de gangster radical e acabou destruindo-o como pessoa. Quase chorei quando li isso. Esse é o Imperador, a luz saindo pelos dedos do Imperador”, comentou Barlog.
Será que o diretor entregou a possibilidade de o Deus da Guerra ter tido algum tipo de desilusão amorosa com a mãe do garoto que aparece no trailer exibido na E3 2016? O jeito é esperar para ver, pois God of War 4 está em desenvolvimento para PlayStation 4 e não tem uma data de lançamento definida.

Quake comemora 20 anos com homenagem do cocriador ao primeiro jogo

Quake comemora 20 anos com homenagem do cocriador ao primeiro jogo
Após toda a emoção da E3 2016 e o anúncio deQuake Champions, o cocriador da série, John Romero, aproveitou a quarta-feira (22) para celebrar os 20 anos do lançamento do primeiro jogo da franquia. E ele fez isso escrevendo em seu blog pessoal sobre o processo de desenvolvimento que terminou no dia 22 de junho de 1996, exatamente duas décadas atrás.
“Vinte anos, uau”, começou o criador. “Para onde o tempo se foi? Nós todos tivemos muitas aventuras durante esses anos e Quake gerou muitas franquias de games e companhias tanto diretamente quanto pela sua influência”, relembrou Romero.
Na postagem, o cocriador disponibilizou um documento em texto publicado em 1995 situando todos os fãs sobre o desenvolvimento do primeiro Quake meses antes do lançamento. Junto dele, Romero publicou uma série de screenshots na resolução “320x200” mostrando as primeiras imagens aos fãs da época.
Quake comemora 20 anos com homenagem do cocriador ao primeiro jogo
Quake comemora 20 anos com homenagem do cocriador ao primeiro jogo
Quake comemora 20 anos com homenagem do cocriador ao primeiro jogo
Quake comemora 20 anos com homenagem do cocriador ao primeiro jogo
Você confere todas as imagens na galeria logo acima. Ele também lembra que algumas estavam na “alta qualidade” de “640x480” para que todos conferissem os detalhes de iluminação que estavam em desenvolvimento para o jogo. Outras screenshots de Doom estão perdidas no meio e foram usadas pelo cocriador para fazer algumas comparações para os fãs.
E aí, o que achou dessa homenagem a uma das franquias mais conhecidas dos games de tiro? Quake Champions foi anunciado na E3 2016 para ser a próxima entrada na franquia para PC (compossibilidade futura aos consoles), mas uma data de lançamento ainda não foi definida pela id Software. Você confere o trailer de anúncio aqui mesmo no TecMundo Games
FONTE(S)

A bizarrice de Death Stranding: Kojima responde algumas teorias levantadas

Os fãs, a imprensa e, na verdade, quaisquer pessoas ligadas à indústria de video games ainda estão tentando entender WTF foi aquilo que vimos no teaser de Death Stranding durante a conferência da Sony pré-E3 2016, o novo projeto de Hideo Kojima, criador do cultuado Metal Gear Solid. Para fomentar o hype, que se agigantou em segundos após o anúncio e deve perdurar até o lançamento do jogo, os jogadores começaram a elaborar teorias mirabolantes buscando decifrar as bizarrices vista ali.
Aos olhos do criador, é inegável que toda essa especulação empolga. Ao conferir todas as discussões de camarote e com pipoca na mão (ok, isso foi modo de dizer), Kojima resolveu dar os seus pitacos a alguns desses pensamentos.

Bebê que Norman Reedus segura: clone dele? “Não”

“Eu li esse! Está fora”, respondeu Kojima sobre a teoria de que o bebê nos braços de Norman Reedus, no teaser, é um clone dele.

E aquelas marcas no corpo do Norman?

Na segunda metade do teaser, entre 1:59 e 2:04, reparem na região peitoral de Reedus e no pescoço. Aquelas marcas são, aparentemente, as mãos do bebê que desapareceu e deixou vestígios negros. “O que posso dizer é que eu queria que as pessoas observassem isso...”, enigmatizou ainda mais o gênio.
A bizarrice de Death Stranding: Kojima responde algumas teorias levantadasMarcas no corpo de Norman Reedus: mistério

O bebê seria Metal Gear Solid 5 e todo aquele teaser representaria uma espécie de ‘resposta’ subliminar, e irônica, à Konami?

Essa teoria também foi descartada por Kojima. Muitos partiram do pressuposto de que Death Stranding seria uma espécie de “gênese” de tudo o que aconteceu, incluindo todo o histórico de Kojima com Metal Gear Solid e sua relação com a Konami. “Parte do trailer tem a canção ‘I’ll Keep Coming’ tocando [da banda Low Roar; em tradução livre, algo como ‘Vou continuar voltando’], Norman Reedus e Kyle Cooper [colaborador de Kojima de longa data] vão continuar voltando; as ondas são importantes. Quanto à Konami? Eu imaginei que as pessoas fizessem esse link mesmo, mas não há conexão ali”, afirmou o criador.

Mas será o quê? Terror? Ação? Norman Reedus é o protagonista mesmo e toda aquela bizarrice, com animais mortos, estarão na versão final?

Kojima garantiu que sim, mas não se estendeu em detalhes. “É a mesma coisa que contar quem é o assassino numa história de mistério”, opinou. “Sim, Norman Reedus será o personagem principal, e tudo aquilo visto no teaser estará na versão final. Mas... É um teaser”, alertou.

O que nós achamos:

Metal Gear Solid ditou uma imensa parcela da carreira de Hideo Kojima. Ele até se aventurou em terrenos diferentes, como Zone of the Enders, que trouxe mechas gigantes com uma bela narrativa de fundo, os nostálgicos Snatcher e Policenauts, lá da década de 90, todos com códigos subliminares de Metal Gear Solid.
A bizarrice de Death Stranding: Kojima responde algumas teorias levantadasTeorias ligadas a religião são levantadas em fóruns
Death Stranding representa uma nova era para Kojima. Um Kojima reinventado, que botou MGS em mundo aberto quando ninguém imaginava que isso pudesse acontecer, já que o gameplay da franquia sempre foi linear. Fato: o cara quer se infiltrar no gênero de terror e provou isso – majestosamente, aliás – com o cancelado P.T.. O novo projeto do criador, que insistiu em Norman Reedus no papel principal, deve seguir essa linha e certamente abordará temas relacionados a religião, política, sociedade e relação entre seres humanos. Tudo que Metal Gear Solid sempre preconizou (e os outros jogos também).
Portanto, é bem provável que Kojima esconda, em Death Stranding, um monte de códigos que farão os fãs relacionarem uma determinada situação a Metal Gear Solid. Lá no fundo, bem lá no fundo, Kojima deseja que todos decifrem isso – mas, ao mesmo tempo, está ciente de que somente alguns poucos o farão. Death Stranding terá mais camadas do que a gente imagina. Vamos aguardar.
FONTE(S)
 

Novo Spider-Man não tem relação com filmes e vai mostrar herói mais maduro

Novo Spider-Man não tem relação com filmes e vai mostrar herói mais maduro
Anunciado durante a conferência da Sony na E3 deste ano, o novo game de Spider-Man não deve ter qualquer relação ao novo filme do super-herói que está sendo planejado pela Marvel. Segundo a Insomniac, responsável pelo projeto, a intenção é mostrar uma versão um pouco mais velha e madura de Peter Parker.
“Fomos inspirados por todas as mídias diferentes que a Marvel tem, seja filmes, animações, produtoslive-action, quadrinhos e até mesmo camisetas. Então estamos olhando tudo isso e misturando esses elemntos. Mas é algo independente: nova história e um mundo totalmente novo. Sempre estamos alongando, sempre desafiando, sempre estamos avançando o personagem”, afirmou Bryan Intihar, gerente de comunidade da Insomniac.
“Para mim, o objetivo é respeitar as tradições da franquia e misturar um pouco as coisas”, complementou Intihar. Ele se disse surpreso com o grau de liberdade que a Marvel ofereceu, especialmente no que diz respeito a produzir um game de uma franquia tão amada e gigantesca.
“Vamos realmente explorá-lo em algumas áreas, seja na navegação transversal, seja nas lutas ou na exploração do mundo aberto”, explicou. “Peter é um cara realmente esperto. Como isso se encaixa não somente em sua vida como Peter Parker mas também na maneira como ele luta?”. Ainda sem data de lançamento, o novo Spider-Man deve ser lançado exclusivamente para o PlayStation 4.

Prepare-se para um esquema agressivo de DLCs em Injustice 2

Prepare-se para um esquema agressivo de DLCs em Injustice 2
Conforme já podia ser esperado pelos lançamentos recentes da Netherrealm,Injustice 2 deve ganhar personagens adicionais por download após o game chegar às lojas. A diferença em relação ao que a empresa já vinha fazendo se deve ao fato de que ela decidiu agir de forma mais agressiva, nas palavras do diretor criativo Ed Boon.
“Uma das coisas que estamos fazendo ou tentando fazer cada vez mais com um novo jogo é dar suporte prolongado a ele”, afirmou Boon à IGN. “Com personagens por DLC, tivemos quatro em Mortal Kombat, seis em Injustice, oito com Mortal Kombat X e pretendemos continuar esse padrão com Injustice 2”, explicou. “Certamente seremos mais agressivos do que no passado”.
Entre as estratégias que o estúdio pode adotar é oferecer um modelo “pague para destravar” no que diz respeito às armaduras que podem ser usadas por cada herói. “Temos várias ideias em nossa cabeça que consideramos, mas certamente não definimos o jeito como isso deve ser”, afirmou. “Idealmente, para mim, todo o propósito disso é a customização, longevidade e uma moldagem constante de nossos personagens, por assim dizer”.
Em outras palavras, a Netherrealm provavelmente vai oferecer uma maneira para que jogadores que não estão dispostos a gastar tempo para desbloquear tudo o que o jogo oferece obtenham seus conteúdos completos mediante um pagamento. E você, o que pensa sobre esse tipo de plano de negócios em um game com valor-base de US$ 60?
FONTE(S)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ZGB Start: Dia de Tomb Raider e com nova gameplay !

Análise de Cave Coaster

ZGB Start: Cadê o anúncio? Imagem inédita praticamente confirma novidade de Red Dead