ZGB Start: Tá ficando bonito! Mirror's Edge Catalyst ganha trailer com mais parkour / Sequência do filme de Assassin’s Creed já está sendo planejada / Fechamento da Lionhead repercute na indústria; ex-produtor de Fable dispara / Bomba! Microsoft cancela Fable Legends e deve fechar Lionhead Studios

Tá ficando bonito! Mirror's Edge Catalyst ganha trailer com mais parkour

Tá ficando bonito! Mirror's Edge Catalyst ganha trailer com mais parkour

Poucas propostas fazem o que Mirror's Edge ousou fazer: colocar os jogadores na emoção do parkour numa perspectiva em primeira pessoa. E Catalyst promete aprimorar tudo aquilo que o primeiro game trouxe, com mais movimentos, mais ambientes e uma história igualmente cativante. O vídeo acima mostra algumas ações adicionais que a heroína Faith será capaz de fazer.
Diversas façanhas são apresentadas no material: "Shift", que dá um breve turbo de aceleração em qualquer direção; "Quickturn", que permite à protagonista virar em 90 ou 180 graus rapidamente, entre outras ações.
Além disso, Faith terá alguns itens à disposição, incluindo uma corda, que pode ser presa a superfícies específicas no mundo, permitindo, segundo a EA, "uma passagem única e oportunidades de interação". Outra ferramenta à mão da atleta é o Disruptor, o qual, como o próprio nome sugere, permite corromper – ou até mesmo destruir – sistemas de inteligência artificial no mundo.
Originalmente agendado para o dia 23 de fevereiro deste ano, Mirror's Edge Catalyst sofreu um adiamento e, agora, está previsto para 24 de maio. À época, a produtora Sara Jansson explicou que o jogo foi postergado para que a equipe pudesse "assegurar que, quando os jogadores pisarem na massiva City of Glass e constatar a evolução de Faith, a experiência possa ser a mais entretiva, impressionante e memorável possível".
Assim esperamos! Mirror's Edge Catalyst será lançado para PlayStation 4, Xbox One e PC.

Sequência do filme de Assassin’s Creed já está sendo planejada

Sequência do filme de Assassin’s Creed já está sendo planejada
Mesmo que a adaptação cinematográfica de Assassin’s Creed ainda não tenha sido lançada, a New Agency já está planejando pelo menos uma sequência para o longa-metragem estrelado por Michael Fassbender. Segundo informações divulgadas pelo The Tracking Board, o ator deve reprisar seu papel e atuar como produtor do novo projeto.
A publicação afirma que a decisão pode ser interpretada como um sinal de confiança da equipe envolvida nas filmagens. Apesar de Hollywood não ser nenhuma estranha a adaptações de games, nenhuma delas conseguiu ter o mesmo impacto que os produtos que lhes serviram de inspiração — história que Assassin’s Creed pode ajudar a mudar.
Com estreia programada para o dia 21 de dezembro deste ano, o filme conta com um elenco recheado de nomes conhecidos. Além de Fassbender, o elenco conta com Jeremy Irons, Brendan Gleson e Marion Cottilard. O filme deve ser o principal lançamento relacionado à franquia em 2016, já que um novo capítulo da série principal só deve chegar aos consoles e ao PC em 2017.

Fechamento da Lionhead repercute na indústria; ex-produtor de Fable dispara

Fechamento da Lionhead repercute na indústria; ex-produtor de Fable dispara
Uma notícia triste esfriou a segunda-feira de fãs, desenvolvedores e indústria: a Microsoft cancelou Fable Legends e propôs o encerramento de atividades da Lionhead Studios. O fechamento do estúdio, em especial, pegou todos de surpresa, e as reações têm sido acaloradas no Twitter, a começar por Daniel Gray, que trabalhou como produtor em Fable 3.
Sem papas na língua, o artista disparou contra a Microsoft dizendo que a empresa é “destruidora de estúdios first-party” e que “sete anos atrás, a história era diferente”. O cara acredita até que existe um “carrasco” que espera em Redmond (nos EUA) até o “dia da avaliação”.
Really sad to hear the news about Lionhead. Microsoft really are the destroyer of first party studios. Seven years ago was a different story
@Fireproof_Barry I'd like to know where the push came from.
@Fluttermind @Fireproof_Barry I imagine there’s a “first party studios” executioner that waits in Redmond until the day of reckoning.

Solidários, profissionais do setor oferecem vagas a ex-funcionários

A pior parte desse cenário não é o fato de os fãs terem perdido uma franquia de peso – Fable –, mas sim, infelizmente, o desemprego que vai assolar o ex-funcionários da Lionhead. No entanto, num ato que mostra a força da comunidade de desenvolvedores, alguns profissionais se manifestaram no Twitter oferecendo vagas de trabalho.
O próprio Gray, após criticar a Microsoft, disse estar interessado em contratar pessoas para a Ustwo, estúdio de jogos (majoritariamente para dispositivos mobile) chefiado pelo artista.
On the flip side I’d love to hire some of the lovely LH peeps. What’s an appropriate time to leave before scouting? I feel bad.
Jessica Curry, co-fundadora da The Chinese Room, também mencionou que o estúdio está com vagas abertas para os interessados e não deixou de citar a Lionhead.

News flooding in about Lionhead- very best to all concerned. We're currently hiring- Lead Artist position. Please RThttp://www.thechineseroom.co.uk/blog/blog/were-looking-for-a-lead-artist 

Junto ao comunicado de desligamento da Lionhead, a Microsoft disse que a Press Play, responsável por Max: The Curse of Brotherhood, também vai fechar as portas. Phil Elliott, criador da Square Enix Collective, se referiu aos profissionais desse estúdio para oferecer vagas na IO Interactive.

Estúdios da Microsoft: nascem novos, fecham-se velhos

O atual contexto da Microsoft para a família Xbox não é visto com olhos muito positivos pelos fãs. Além de diversos exclusivos de peso chegarem ao PC – a exemplo de Quantum Break, Gears of War 4 e, possivelmente, Scalebound –, o fechamento de estúdios próprios é um revés para a indústria.
As desenvolvedoras FASA Studio e Ensemble/Aces Studios deixaram de existir em 2007 e 2009, respectivamente. No entanto, desde então, nasceram estúdios como 343 Industries, The Coalition e Decisive Games, entre outros. Sem falar nas aquisições: Rare e, mais recentemente, Mojang são produtos da Microsoft.
Resta dar tempo ao tempo para que o encerramento da Lionhead seja absorvido da melhor maneira possível, pois nunca é demais lembrar que a empresa de Bill Gates sempre tem muitas cartas na manga – e os estúdios supracitados são algumas delas. É que engolir o fim de Fable é, realmente, bastante complicado. Por ora, a franquia está encerrada, a menos que seja vendida para algum outro estúdio.

Bomba! Microsoft cancela Fable Legends e deve fechar Lionhead Studios

Bomba! Microsoft cancela Fable Legends e deve fechar Lionhead Studios
Sem qualquer alarde, uma bomba caiu de surpresa no colo da indústria e dos jogadores: a Microsoft cancelou o desenvolvimento de Fable Legends, que seria a próxima entrada da consagrada franquia de RPG da Lionhead com plena integração junto ao Windows 10. E não para por aí: a empresa propôs o encerramento de atividades do estúdio, de acordo com uma declaração publicada por Hanno Lemke, gerente-geral da Microsoft Studio da Europa, no site do Xbox.
A desenvolvedora Press Play, que cuidou de Max: The Curse of Brotherhood, é outra que também deve fechar as portas, segundo as palavras do executivo. Confira o comunicado na íntegra:
"Hoje, tenho algumas mudanças difíceis para anunciar que vão afetar algumas de nossas equipes e projetos de unidades Microsoft Studios no Reino Unido e na Dinamarca. Após muita consideração, decidimos interromper o desenvolvimento de Fable Legends e estamos em conversas com os funcionários sobre uma proposta de fechamento da Lionhead Studios no Reino Unido. Além disso, vamos fechar a Press Play Studio, na Dinamarca, e o desenvolvimento de Project Knoxville. Essas são decisões difíceis, que não tomamos de maneira normal. Somos muito sortudos em ter o talento, a criatividade e o comprometimento das pessoas desses estúdios.
A equipe da Lionhead Studios encantou milhões de fãs com a série Fable na década passada. A Press Play envolveu a indústria com um espírito criativo único por trás de jogos como Max: The Curse of Brotherhood e Kalimba, que capturaram os fãs apaixonados. Essas mudanças tomam efeito enquanto a Microsoft Studios continua seu foco em investimento e desenvolvimento nos jogos e nas franquias que os fãs mais querem jogar.
Eu falo por todos do Xbox quando digo que, apesar dessa notícia, continuamos comprometidos com as comunidades de desenvolvimento no Reino Unido e na Europa, e o Xbox permanecerá apoiando novas IPs e originalidade em jogos que são oferecidos em nossas plataformas, sejam blockbusters como Quantum Break, da Remedy, ideias novas como a de Sea of Thieves, da Rare, ou criações únicas de desenvolvedoras independentes, como a Moon Studios, que tem Ori.
Nossos corações são gratos aos membros da Lionhead e da Press Play por suas contribuições ao Xbox e aos games. Estamos comprometidos em trabalhar próximos aos afetados pelas notícias de hoje para ajudá-los a encontrar novas oportunidades no Xbox ou acionar nossos parceiros com as comunidades de desenvolvimento espalhadas por aí de modo que eles encontrem trabalho na indústria de games se assim desejarem", encerra a declaração.
Triste notícia para os fãs de uma franquia que trouxe mecânicas tão bem-vindas ao RPG ocidental. Fable ditou tendências e inspirou os games do gênero, com um portfólio de respeito. A verdade é que, após a saída de Peter Molyneux, uma das principais mentes por trás de Fable, a série jamais se encontrou novamente. Aguardemos a repercussão dos fatos.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ZGB Start: Dia de Tomb Raider e com nova gameplay !

Análise de Cave Coaster

ZGB Start: Cadê o anúncio? Imagem inédita praticamente confirma novidade de Red Dead