Pular para o conteúdo principal

ZGB Start: Horizon: Zero Dawn não vai ter tutorias / Nomura explica o motivo de FF VII Remake só agora / Jogadores de LOL criticam Riot diante do DotA 2


Horizon: Zero Dawn não terá tutoriais

As últimas gerações de RPGs talvez tenham nos acostumado mal. Esperamos que a mecânica seja toda explicada de cara, para não restar aquela impressão de “no mato sem cachorro” quando a coisa começar a pegar mesmo. Mas esse não será o caso de Horizon: Zero Dawn. Conforme a Guerrilla Games fez questão de frisar, não haverá ali nada para levá-lo pela mão. Em vez disso, vale o bom e velho “Se vira!”.
“Nós não ‘tutorializamos’ o jogo, nós não vamos até você para dizer como caçar deve caçar esses robôs ou para explicar como eles interagem”, disse o diretor de arte do estúdio, Jan-Bart van Beek, em entrevista ao site videogamer. “Você realmente vai precisar sair e explorar essas coisas por tentativa e erro.”
Naturalmente, isso se aplica à sociedade aparentemente primitiva formada pelos curiosos robôs selvagens do título. “O mesmo vale para a forma como os robôs interagem entre si; quem protege quem e como eles estão interconectados”, disse van Beek ao referido site.
ZGB Start: Horizon: Zero Dawn
Ele faz uma comparação com o apresentador da tradicional série “Life”, da BBC. “Você será sempre como David Attenborough, escondido nos arbustos, estudando essas criaturas e tentando aprender sobre o seu comportamento — e sobre como você pode explorar esse comportamento em proveito próprio.”

Nada de spoilers

A filosofia do “descubra por você mesmo” vale ainda para uma terceira dimensão de Horizon: Zero Dawn: a história. De acordo com o desenvolvedor, nem ele e nem a equipe de desenvolvimento da Guerrilla pretendem contextualizar ou explicar o se passa dentro do mundo do RPG — sobrando para você o papel de descobrir o que ocorre ao redor e como é possível mudar as coisas.
“Você não vai nos encontrar em nenhuma entrevista explicando o que são os robôs, porque eles estão ali ou como eles foram concebidos”, explicou o desenvolvedor à videogamer. “Isso é algo que os jogadores vão precisar descobrir por si próprios.”

Árvores de habilidades

Van Beek também falou sobre as árvores de habilidades, dispostas em “dois sistemas básicos de desenvolvimento de personagem”. Basicamente, ganhar XP (pontos de experiência) garante as já conhecidas perks, tais como a capacidade de conter a passagem do tempo, conforme mostrado pela equipe na última edição da feira E3 (Electronic Entertainment Expo).
“Sem isso, é realmente difícil acertar alguns pontos fracos. [Os personagens na demo] já estão em um nível bastante avançado, ali pelo nível 12, me parece.” Outro baluarte da jogabilidade deve ser o sistema de coleta e upgrade de itens. “Ao mergulhar na natureza e derrotar robôs cada vez mais grandes e fortes, você deve obter armaduras melhores e armas mais eficientes, desenvolvendo o seu personagem naturalmente de forma lenta, mas constante.”

O primeiro RPG da Guerrilla

Horizon: Zero Dawn é o primeiro RPG desenvolvido pela Guerrilla Games — e também a primeira franquia inédita do estúdio desde o surgimento do primeiro Killzone, em 2004. Neste exclusivo para o PlayStation 4, você assumirá o controle de Aloy, uma caçadora e arqueira, conforme ela adentra um universo pós-apocalíptico controlado por criaturas mecanizadas, tais como dinossauros robóticos.
O game se passa mil anos no futuro, período em que a civilização humana entra em colapso e as criaturas autômatas se tornam as mais poderosas do mundo. Para sobreviver, Aloy precisará ceifar o metal e fontes de energia, utilizando os recursos para sobreviver em um cenário bastante hostil.
A jogabilidade de Horizon: Zero Dawn se divide em combates diretos, ataques furtivos e, o que é igualmente importante, a utilização de armadilhas. Também é possível forjar novas armas com os materiais e partes de máquinas coletadas no mundo aberto — o qual pode ser livremente explorado quando não se está em uma missão. O game ainda traz ciclos de dias e noites e alterações meteorológicas — e com a promessa de nenhuma tela de carregamento.
Horizon: Zero Dawn tem lançamento previsto para algum momento de 2016.
FONTES
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ZGB Start: Cadê o anúncio? Imagem inédita praticamente confirma novidade de Red Dead

Cadê o anúncio? Imagem inédita praticamente confirma novidade de Red Dead No último domingo, a Rockstar divulgou uma imagem que deixou muita gente imaginando que, em breve, teríamos algum anúncio relacionado à série Red Dead. E, pelo visto, quem apostava nisso pode começar uma contagem regressiva interna, pois uma nova pista surgiu na rede social. Como é possível ver na imagem que está na sequência, temos sete caubóis caminhando em um cenário com um pôr do Sol que seria visível em qualquer cenário de Velho Oeste. Sendo assim, resta aos fãs da série apenas aguardar um anúncio oficial da parte da Rockstar, e esse possivelmente será de um título inédito. Ver imagem no Twitter Rockstar Games

Análise do Mafia 3

Com glamour ameaçado, Mafia 3 se sustenta, mas esquece várias raízes Em primeiro lugar, e para dirimir eventuais dúvidas, preciso ser direto e reto: foi duro analisar Mafia 3. Não por causa do caráter técnico ou de outras ressalvas dissertadas nesta análise, mas sim porque sou ultrafã da franquia, da temática e do gênero, e sabemos que isso pode embaçar o julgamento. Sou fã de carteirinha de Mario Puzo, que assina “O Poderoso Chefão”, John Grisman, Joseph D. Stone (que concebeu o livro responsável por inspirar o filme “Donnie Brasco”) e outros autores do charmoso gênero mafioso, do qual, como bom ascendente italiano e degustador de massas, sou adepto. Eu estava sedento por Mafia 3. Mais do que estou por Final Fantasy XV, mais do que estive por Gears of War 4 e Uncharted 4, muito mais do que estou com os shooters da próxima safra,Titanfall 2Battlefield 1Call of Duty: Infinite Warfare e afins. Mafia 3 era, definitivamente, o jogo que eu mais aguardava este ano. Seis anos após o lançam…

ZGB Start: Rockstar mostra ápice do primor técnico em trailer de Red Dead Redemption 2 / Nintendo Switch: novo console modular pode ser jogado em qualquer lugar

Rockstar mostra ápice do primor técnico em trailer de Red Dead Redemption 2 O primeiro trailer de Red Dead Redemption 2 é real. Dois dias após prometer essa divulgação, a Rockstar publicou um material ainda escasso de informações, mas suficiente para mostrar, a todos nós, que a equipe de desenvolvimento dela faz o que bem quer com as gerações de consoles. O que vemos no vídeo adiante – rodando em tempo real, aparentemente – é um visual que explora os limites do PlayStation 4 e do Xbox One, seja em densidade de vegetação, em tamanho de mundo, em atmosfera spaghetti, em equalização entre luz e sombra, em fumaça, em partículas ou em água. Ou em o que você quiser. Por enquanto, esse primor técnico sobrepõe quaisquer outros elementos relacionados à história ou aos personagens. Ainda não se sabe, por exemplo, se o pistoleiro que monta no cavalo e sai em debandada junto a seis outros parceiros é John Marston em seus tempos áureos como um fora-da-lei. O primeiro Red Dead Redemption foi lançado e…