Pular para o conteúdo principal

ZGB Start: Segredinho: Gears of War Collection pode ser mostrado na E3 / Teoria: teria a Nintendo decretado derrota ao Wii U / Criança gasta R$ 16 mil no FIFA

Segredinho: Gears of War Collection pode ser mostrado na E3, e já contamos.

mores são construídos a partir de constatações que fazemos com base no que existe e no que pode existir. Os parâmetros costumam ser variáveis para que possamos montar argumentos plausíveis, e não simplesmente jogar uma bomba na rede. Nós do BJ já havíamos noticiado aqui, em caráter de exclusividade, que Gears of War 4 viria dublado em português brasileiro e que a trilogia canônica para o Xbox 360 receberia tratamento remasterizado para o Xbox One, aos moldes de Halo: The Master Chief Collection. O rumor acaba de ganhar mais força.
A verdade é que, após a aquisição da franquia pela Microsoft, o lançamento dos títulos da série no Xbox One é apenas uma questão de tempo. O Twitter mais uma vez foi palco de novas teorias – vindas do próprio Phil Spencer, ou “tio Phil”. Em resposta a um usuário no sistema de mensagens da Microsoft, o chefão da divisão Xbox deixou palavras que não confirmaram e nem desmentiram nada, mas os últimos dizeres foram promissores.

“Não posso anunciar isso, mas fique ligado”, disse o executivo

“Ei, chefeX, por favor, me dê uma resposta simples: nós vamos ver GoW Collection em breve no Xbox One?”, perguntou o usuário. “Haha, não posso anunciar isso. Mas fique ligado”, respondeu o executivo máximo da marca Xbox. Claro que isso está longe de uma confirmação, mas dá força ao boato – que pode ganhar mais concretude em breve.
View image on Twitter

Tem mais: tudo em 1080p e 60 fps

Mas a coisa não para por aí. Sempre existem os chamados “infiltrados” na indústria, tipicamente conhecidos como “insiders” no termo em inglês. Alguns usurpam essa alcunha e soltam informações sem a menor veracidade, enquanto outros costumam acertar previsões – o fórum do NeoGAF é especialista nisso.
De acordo com o “insider” X-Rays (também por meio do Twitter), a coletânea será lançada em 1080p e 60 fps até o final deste ano. A mensagem no microblog diz que a remasterização será apresentada na E3 com material “in-game” e a trilogia completa.

Dedos cruzados, meus irmãos e minhas irmãs. Gears of War é o definidor de alguns paradigmas do atual cenário de jogos de ação – principalmente pela eficiente implementação de um sistema de cobertura.
Ver essas belezinhas no Xbox One seria um colírio para os olhos. Quais são suas apostas? Opine abaixo.

Teoria: teria a Nintendo decretado derrota ao Wii U com o anúncio do NX?

O mergulho definitivo da Nintendo no mercado mobile era só uma questão de tempo. A empresa não escondia de ninguém o seu apreço por esse nicho e sempre fez games que flertaram com mecânicas que cairiam como luva em telas menores – o recente Captain Toad: Treasure Tracker é um exemplo disso. Mas nem todos esperavam que a empresa fosse anunciar um sucessor do Wii U tão precocemente, e isso escancara a fraqueza do console diante de um mercado saturado por tendências diferentes daquelas em que a Big N se apoia.
Após comandar uma firma de táxis, se engendrar em jogos de cartas, se consagrar no arcade e se consolidar nos consoles domésticos e portáteis, a Nintendo atravessou – e ainda atravessa – uma “montanha-russa” de desempenho, pois jamais abre mão de sua filosofia voltada aos fãs da marca. A consequência disso é deixar de abocanhar uma fatia maior do mercado e atingir novos públicos – e mudanças de pensamento, convenhamos, são sempre saudáveis.
Reflexões assim nos levam a pensar se o anúncio de um sucessor do Wii U neste momento não escancara o quão “apressada” a companhia está em deixar para trás o seu atual console doméstico, que ganhou muito fôlego com a batelada de exclusivos lançados até aqui – superiores matemática e qualitativamente aos games lançados pelos rivais PS4 e Xbox One.

Um rumo totalmente diferente do PS4 e Xbox One

Vejamos: os aparelhos da Sony e da Microsoft estão no mercado há menos de dois anos, e uma nova geração está sendo inaugurada praticamente agora. Estamos no limiar dela. É um momento de calmaria, em que jogos devem ser a maior preocupação das empresas. Anunciar um novo console doméstico neste momento é um tanto quanto precoce, até porque o direcionamento da empresa ao mercado mobile – numa parceria com a DeNA – já seria suficiente.
O marketing do Wii U foi um desastre desde o primeiro dia. O console buscou um propósito desde seu morno anúncio na E3 de 2010, em que um trambolho como o GamePad já não trouxe o mesmo ar de inovação do bem-sucedido Wii e não vingou. Sem falar que pouquíssimos games usufruem plenamente do controle. É agora que a Nintendo está correndo atrás do prejuízo, em projetos majoritariamente chefiados pelo gênio Shigeru Miyamoto – mas é um pouco tarde, não?

Ironia ou paradoxo: a biblioteca do Wii U tem um belíssimo acervo

É aquela história: um começo lento, que demora para engrenar, não é legal. Não adianta. O mercado está muito agressivo e não dá espaço para isso hoje em dia. Paradoxalmente, a biblioteca de exclusivos do Wii U (aliás, é disso que ela vive, pois títulos third-party são escassos no console) tem a melhor safra.
New Super Mario Bros. U e New Super Luigi U são dois dos melhores games de plataforma do console. Super Mario 3D World é um dos jogos do bigodudo mais viciantes dos últimos tempos e faz competente uso das funcionalidades do Wii U. O mesmo serve para Mario Kart 8, tido por muitos como o melhor título de toda a franquia. Pikmin 3 deu continuidade aos carismáticos bichinhos interplanetários e o capitão Omar. Sem falar emWonderful 101Captain Toad: Treasure TrackerBayonetta 2, o vindouro Splatoon e tantos outros. E ah, tem um novo Zelda chegando por aí este ano, assim como um Star Fox fresquinho.
Embora a proposta do hardware tenha falhado, existem ideias que ainda podem ser aproveitadas no Wii U. Aprimorar ainda mais o Miiverse, usar e abusar do GamePad (e da stylus, sim), engajar as comunidades de fãs em ações virtuais, explorar franquias consagradas e esquecidas – Metroid e F-Zero, cadê vocês? – e dar aquele empurrãozinho nas publishers terceirizadas são apenas algumas das medidas que ainda podem desencadear boas reações no Wii U.
Mas agora, com o anúncio do misterioso NX e a iminente chegada desse novo console, o Wii U é posto em xeque e automaticamente já se transforma num “objeto secundário”. Bem agora, quando começamos a sair da ponta do iceberg e descobrir novos horizontes no aparelho.

Criança gasta R$ 16 mil no FIFA, e pai pretende processar a Microsoft

Que a junção "crianças + games" dão dor de cabeça nos pais não é novidade para ninguém. Porém, a cefaleia agora também está chegando para as grandes empresas. O Facebook já é processado por um conjunto de pais e mães — se quiser saber mais, clique aqui. E, desta vez, quem deve responder um processo é a Microsoft.
Jeremy Hillman é o diretor de Comunicações do Banco Mundial. Contudo, antes disso, ele é um pai. E um pai bem furioso com o que aconteceu: seu filho de 13 anos gastou US$ 5 mil (cerca de R$ 16 mil) no modo Ultimate Team do FIFA 15 para Xbox One.
Hillman postou toda a história no site Medium e chamou o caso de "Microsoft X-box e um problema de família". Durante o relato, o pai comenta que o filho ainda está se adaptando na nova cidade (eles acabaram de se mudar para Seattle), por isso ele fica muito tempo em casa jogando FIFA 15 no XOne.
Então, em um certo dia, Hillman estava discutindo com a esposa sobre as faturas do cartão de crédito — havia gastos "estranhos" nelas. Durante a briga, o menino acabou admitindo, aos prantos, a compra de FIFA Coins no Ultimate Team. Foram meses de compras de US$ 109 (R$ 350) que totalizaram um pouco mais de US$ 4,5 mil (R$ 16 mil).

Falta de barreiras

Isso aconteceu porque o cartão de crédito de Hillman ficou gravado no console após a compra do jogo — processo feito para facilitar futuras transações. Contudo, e por isso, não há qualquer barreira que impeça novas compras.
Todos nós sabemos o quão fácil é realizar compras online e in-game — até exageramos um pouco neste quesito. Então, não é difícil percebermos como uma criança de 13 anos é facilmente levada a realizar essas transações: basta apenas um clique.
"Com todo o talento de seus engenheiros e com sistemas sofisticados para proteger seus dados, o quão difícil seria pedir para reinserir o código de segurança ou colocar uma barreira real sobre o que pode ser gasto em compras antes de dar os detalhes do cartão de crédito?", perguntou o pai no relato.
No texto, Hilman também diz que é culpado por não prestar atenção nas ações do filho, mas a responsabilidade ainda deve se estender à Microsoft por causa da falta de um "controle parental melhor".

Possível processo

"Se a Microsoft quiser poupar milhares de pais de frustração, raiva e, muitas vezes, consequências financeiras, então ela poderia encontrar centenas de formas", disse Hilman. "Eles apenas escolheram não fazer isso. A Microsoft escolheu uma decisão baseada no lucro máximo e mantendo os requisitos legais mínimos", comentou.
Sobre o processo, o pai não pretende abrir uma ação tão cedo. Porém, deixou claro que "se algum advogado por aí quiser abrir uma ação coletiva contra a Microsoft e forçá-la a compensar e adotar uma política melhor", ele assinaria felizmente.
E sobre o garoto? Ele foi perdoado pelo pai, que já tirou o Xbox One do menino como castigo, mas pretende presenteá-lo com uma mesa de pingue-pongue.
Fontes:Baixaki Jogos
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ZGB Start: Cadê o anúncio? Imagem inédita praticamente confirma novidade de Red Dead

Cadê o anúncio? Imagem inédita praticamente confirma novidade de Red Dead No último domingo, a Rockstar divulgou uma imagem que deixou muita gente imaginando que, em breve, teríamos algum anúncio relacionado à série Red Dead. E, pelo visto, quem apostava nisso pode começar uma contagem regressiva interna, pois uma nova pista surgiu na rede social. Como é possível ver na imagem que está na sequência, temos sete caubóis caminhando em um cenário com um pôr do Sol que seria visível em qualquer cenário de Velho Oeste. Sendo assim, resta aos fãs da série apenas aguardar um anúncio oficial da parte da Rockstar, e esse possivelmente será de um título inédito. Ver imagem no Twitter Rockstar Games

Análise do Mafia 3

Com glamour ameaçado, Mafia 3 se sustenta, mas esquece várias raízes Em primeiro lugar, e para dirimir eventuais dúvidas, preciso ser direto e reto: foi duro analisar Mafia 3. Não por causa do caráter técnico ou de outras ressalvas dissertadas nesta análise, mas sim porque sou ultrafã da franquia, da temática e do gênero, e sabemos que isso pode embaçar o julgamento. Sou fã de carteirinha de Mario Puzo, que assina “O Poderoso Chefão”, John Grisman, Joseph D. Stone (que concebeu o livro responsável por inspirar o filme “Donnie Brasco”) e outros autores do charmoso gênero mafioso, do qual, como bom ascendente italiano e degustador de massas, sou adepto. Eu estava sedento por Mafia 3. Mais do que estou por Final Fantasy XV, mais do que estive por Gears of War 4 e Uncharted 4, muito mais do que estou com os shooters da próxima safra,Titanfall 2Battlefield 1Call of Duty: Infinite Warfare e afins. Mafia 3 era, definitivamente, o jogo que eu mais aguardava este ano. Seis anos após o lançam…

ZGB Start: Rockstar mostra ápice do primor técnico em trailer de Red Dead Redemption 2 / Nintendo Switch: novo console modular pode ser jogado em qualquer lugar

Rockstar mostra ápice do primor técnico em trailer de Red Dead Redemption 2 O primeiro trailer de Red Dead Redemption 2 é real. Dois dias após prometer essa divulgação, a Rockstar publicou um material ainda escasso de informações, mas suficiente para mostrar, a todos nós, que a equipe de desenvolvimento dela faz o que bem quer com as gerações de consoles. O que vemos no vídeo adiante – rodando em tempo real, aparentemente – é um visual que explora os limites do PlayStation 4 e do Xbox One, seja em densidade de vegetação, em tamanho de mundo, em atmosfera spaghetti, em equalização entre luz e sombra, em fumaça, em partículas ou em água. Ou em o que você quiser. Por enquanto, esse primor técnico sobrepõe quaisquer outros elementos relacionados à história ou aos personagens. Ainda não se sabe, por exemplo, se o pistoleiro que monta no cavalo e sai em debandada junto a seis outros parceiros é John Marston em seus tempos áureos como um fora-da-lei. O primeiro Red Dead Redemption foi lançado e…