ZGB Start: Microsoft afirma que melhores games de 2015 / Sexta-feira 13! / Páscoa gamer: God of War é parte de aposta em ovos de chocolate / Vazam as primeiras impressões de Bloodborne

Microsoft afirma que melhores games de 2015 estão no Xbox One [vídeo]

Procurando a plataforma que ofereça a melhor experiência da nova geração? De acordo com um vídeo divulgado nesta quinta-feira (12) pela Microsoft, os jogadores vão encontrar tudo que precisam no Xbox One. 
A sequência que você confere na janela que abre esta notícia mostra trechos de alguns jogos que serão lançados para o console mais recente da empresa em 2015, incluindo Rise of the Tomb RaiderHalo 5: Guardians e outros. 
Aliás, repare que há um trecho aparentemente inédito daquilo que estará no novo título da série Halo, o que, por si só, já compensa o investimento dos 34 segundos exigidos para assistir ao vídeo.

Sexta-feira 13! Jason Voorhees confirmado em Mortal Kombat X

A Warner Bros Games confirmou há poucos instantes, por meio do Facebook, que o personagem Jason Voorhees, estrela da série de filmes “Sexta-Feira 13” estará disponível no game Mortal Kombat X. O lutador estará disponível em um “Kombat Pack” e, a princípio não há nenhuma indicação de que ele será limitado a alguma plataforma.
Outros rumores levantados anteriormente indicavam também a possibilidade de inclusão do personagem Spawn, mas por enquanto nada foi confirmado sobre essa hipótese. Em Mortal Kombat 9 Freddy Krueger, outro personagem clássico dos filmes de terror, também esteve presente na série.
Ainda segundo a Warner, além de Jason, o Kombat Pack trará outros três personagens inéditos jogáveis, além de dois combatentes clássicos da série Mortal Kombat e um personagem convidado. O DLC será vendido à parte e deve custar US$ 29,99.  Mortal Kombat X chega no dia 14 de abril em versões para PC, PS3, PS4, Xbox 360 e Xbox One.

Páscoa gamer: God of War é parte de aposta em ovos de chocolate temáticos

Com a época de Páscoa cada vez mais perto – a data deste ano é 5 de abril, para os mais avoados –, os fanáticos por chocolate já com água na boca para ver shopping e mercados enfeitados com o tema. Apesar de ser focada no público infantil a festa atraiu uma porção de jovens e adultos, fazendo com que todo um setor do mercado de ovos de páscoa seja voltado para essas pessoas. Em 2015, os gamers e geeks em geral terão sua vez, já que – acredite ou não – está disponível no varejo um ovo de chocolate com a temática de God of War.
Hoje em dia não basta que o doce símbolo da Páscoa seja gostoso, ele precisa chamar a atenção, seja na embalagem ou no conteúdo extra associado ao produto. Para conquistar o público as empresas estão investindo em parcerias com marcas fortes da cultura pop, de quadrinhos a filmes e – por que não? – jogos de video game. A Top Cau é uma das que resolveu investir em ovos feitos sob medida para cada tipo de consumidor e é a responsável por colocar na mira a carteira dos fãs da aventura de Kratos e sua batalha contra os deuses.
Páscoa gamer: God of War é parte de aposta em ovos de chocolate temáticos
Páscoa gamer: God of War é parte de aposta em ovos de chocolate temáticos
Páscoa gamer: God of War é parte de aposta em ovos de chocolate temáticos
Páscoa gamer: God of War é parte de aposta em ovos de chocolate temáticosPode parecer estranho que algo tão violento como God of War possa fazer parte da segunda festa cristã mais comemorada todos os anos, mas a fabricante acredita que o público a que ele se destina sabe diferenciar uma coisa da outra. Pudera, já que, além do ovo de chocolate com 150 gramas, o pacote baseado na franquia de David Jaffe traz uma de três miniaturas do protagonista do game – empunhando algumas de suas armas e em poses diferentes.
A boa notícia? Como a bonita embalagem parece uma caixa de brinquedo, é possível verificar exatamente qual estatueta está dentro do pacote antes de levar o produto para o caixa. Espera, mas então tem uma má notícia? Na verdade, tudo depende do seu bolso, já que, por serem três modelos diferentes, o consumidor vai precisar adquirir o ovo de chocolate múltiplas vezes – algo que não é incomum na vida dos colecionadores. O produto é exclusivo da Americanas, mas ainda não está no site e, portando, ainda não tem preço definido.

Se quiser gastar o salário, opções é o que não faltam

A Top Cau também vai aproveitar a data para oferecer ovos com visual de franquias como Frozen, Transformers, Power Rangers e até Tartarugas Ninjas, com cada um deles trazendo acessórios que vão de porta-segredos a canecas maneiras. Gigantes do setor, como Lacta e Nestlé, obviamente não ficaram de fora do coração – e do bolso – dos geeks, investindo em diversas marcas bastante queridas pelo público.
Páscoa gamer: God of War é parte de aposta em ovos de chocolate temáticos
Páscoa gamer: God of War é parte de aposta em ovos de chocolate temáticos
Páscoa gamer: God of War é parte de aposta em ovos de chocolate temáticos

Páscoa gamer: God of War é parte de aposta em ovos de chocolate temáticos
A Nestlé certamente vai fisgar os fanáticos por Star Wars com ovos que trazem canecas no formato dos capacetes do Darth Vader e dos ruins de mira Stormtroopers – itens que devem se espalhar pelos ambientes de trabalho e mesas de computador em abril. O destaque da Lacta, por sua vez, é o eternamente popular Angry Birds, franquia que há tempos saiu das telas de celular para dominar o mundo, ou, pelo menos, a mente de crianças e adultos.
E aí já fez suas compras de Páscoa? Pretende degustar mais do que chocolate no feriado, aproveitando para satisfazer o seu lado nerd? Não esqueça de deixar seu comentário sobre o tema mais abaixo.

Vazam as primeiras impressões de Bloodborne: 'o negócio está muito f**a'

Bloodborne é um dos títulos de peso de março e um dos mais promissores do ano inteiro. Muitos tinham a dúvida se o game seria um “mod” de Dark Souls, com apenas uma temática diferente e a dificuldade “extrema” que ficou morna com o passar do tempo – ou com a familiaridade dos jogadores com as mecânicas.
Bom, se você tem esse receio, saiba que está incrivelmente errado. Bloodborne é o retorno da franquia Souls em seu auge e o surgimento de uma nova e magnífica experiência. A revista Edge teve a oportunidade de jogá-lo antes de todos os outros veículos de notícias e algumas scans da revista revelaram muitos elementos presentes no novo título da FromSoftware.

Estava ficando fácil? Então tome esta tonelada de dificuldade

Ok, Dark Souls é um dos melhores jogos da geração passada, mas com o tempo você aprende como driblar a dificuldade insana do game. Depois de dezenas de horas, a série Souls se torna metódica e cautelosa. Chame a atenção de um inimigo, coloque-o em um ambiente seguro e controlado, jogue de forma defensiva e elimine o perigo. Não é sempre assim, mas é uma maneira controlada de avançar na campanha.
Portanto, esqueça tudo isso. Parte do que você conhece da série Souls ainda é aplicável, mas não assegura o sucesso. Miyazaki ouviu o feedback dos fãs e criou um novo sistema de combate e exploração, que, apesar da semelhança com seu predecessor espiritual, funciona de um modo totalmente novo.
Não há mais Hollows esperando uma aproximação matematicamente precisa para investirem contra os protagonistas. Os habitantes insanos de Yharnam – cidade em que a trama se passa – não esperam pacientemente por alguma novidade e se movimentam frequentemente pelos cenários. Em outras palavras, o jogo não é aquela campanha sempre igual presente na série Souls.
Esqueça o reflexo instintivo de apertar o L1 para levantar o escudo e se defender da ameaça iminente. Bloodborne é muito, muito mais dinâmico. O combate é mais rápido e frenético, recompensando jogadores que tomem a iniciativa para atacar. Entretanto, o escudo ainda está presente, é ainda é uma opção de abordagem.

Velhas mecânicas refinadas

Tudo bem, o escudo não está em foco agora. Mas como compensar? O game design criado por Miyazaki pode proporcionar um nível de dificuldade alto, mas de forma alguma desbalanceado. Ao retirar o escudo da equação, algo teve que ser adicionado para equilibrar a equação.
Segundo a Edge, além da facilidade de esquiva e ritmo acelerado, as armas de fogo são essenciais para controlar a área de combate. Tiros de pistola podem atordoar ou causar um stagger nos oponentes, enquanto shotguns podem empurrar grupos de inimigos para longe.
As armas se transformam e podem alcançar os inimigos que são distanciados pelos ataques básicos. Além do atributo de força, há outros novos, como um status que pode garantir com mais facilidade stagger em seus ataques. Outra mudança significativa é a quantidade de itens e armas no jogo.
Em mais de 40 horas de gameplay, os redatores da Edge encontraram cerca de seis armas e seis pistolas. O foco está muito mais em desenvolver os atributos dos equipamentos que você já possui do que procurar novos. Os checkpoints (chamados de Lanterns aqui) são muito mais espaçados que em Darks Souls. Em vez de criar novos pontos de save, você deve explorar e descobrir atalhos para os antigos.

Bloodborne é praticamente um jogo de terror

O jogo é escuro e possui uma ambientação gótica. Sabe aquela sensação de não saber o que está prestes a acontecer que você tinha na série Souls? Pois ela está presente durante toda a campanha de Bloodborne. Novatos precisam de uma lanterna ou tocha em grande parte do tempo se quiserem ter chances de progredir, segundo a revista.
Os becos e ruas apertadas pelas quais você passa criam um verdadeiro suspense. A cidade foi tomada por uma praga infernal e está prestes a entrar em uma era de noite eterna, criando uma atmosfera realmente aterrorizante. O medo que tínhamos em Dark Souls era outro: o de ter que recomeçar.
O level design e a construção dos cenários criam uma experiência muito mais crível do que o ambiente medieval fantasioso da série Souls. Portanto, espere pela ambientação mais sombria entre todos os outros títulos da FromSoftware.
A revista Edge não pôde jogar o multiplayer e nem o modo Chalice Dungeon, em que você deve progredir por diversas dungeons. Bloodborne parece melhor do que nunca, com velhas mecânicas melhoradas, foco em diferentes tipos de abordagem e uma dificuldade absurda. Mod de Dark Souls? Não. Bloodborne é a evolução da série.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ZGB Start: Dia de Tomb Raider e com nova gameplay !

Análise de Cave Coaster

ZGB Start: Cadê o anúncio? Imagem inédita praticamente confirma novidade de Red Dead